Desemprego na zona do euro cai para 9,9% em fevereiro

publicado em 01 de Abril de 2011


(Clique aqui para ler a matéria na fonte)

 

Fonte: BBC Brasil

A taxa de desemprego nos 17 países da zona do euro teve uma leve queda em fevereiro, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pela divisão de estatísticas da União Europeia.

Segundo a Eurostat, a proporção de desempregados na zona do euro ficou em 9,9% em fevereiro. Essa foi a primeira vez em mais de um ano que a taxa caiu abaixo dos 10%.

A Eurostat também revisou o desemprego de janeiro, anunciado inicialmente como sendo de 9,9%, para 10% da população economicamente ativa.

Segundo o órgão, 15,8 milhões de pessoas estão sem emprego nos países que adotam o euro como moeda.

A taxa de desemprego para os homens caiu de 9,9% em fevereiro do ano passado para 9,7% em fevereiro deste ano. No mesmo período, porém, a taxa de desemprego entre as mulheres subiu de 10,1% para 10,2%.

Espanha ‘parada’

Os dados divulgados nesta sexta-feira mostram que as taxas divergem bastante entre os 17 países da zona do euro.

A Espanha é o país da zona com a maior taxa de desemprego. O índice no país teve uma elevação de 20,4% para 20,5% entre janeiro e fevereiro.

A menor taxa de desemprego entre os 17 países da região foi verificada na Holanda, onde 4,3% estão procurando emprego.

Na Alemanha, maior economia da zona do euro, a taxa de desemprego caiu de 6,5% para 6,3% entre janeiro e fevereiro.

Itália, Bélgica e Portugal também registraram uma queda nas taxas de desemprego.