Presidente norte-coreano critica sanções econômicas dos EUA

Fonte: Agência Brasil, publicado em 16 de Outubro de 2019


Por NHK* | Pyongyang

 

KCNA/DPA/Agência Lusa/direitos reservados

 

A imprensa estatal da Coreia do Norte criticou os Estados Unidos (EUA) por continuar a impor sanções econômicas ao país. Os veículos de comunicação citam o líder norte-coreano, Kim Jong Un, que teria dito que a dor causada pelos EUA e outras forças hostis agora se transformou em raiva.

 

Na edição desta quarta-feira (16), o Rodong Sinmun, jornal do Partido dos Trabalhadores, que governa o país, publicou reportagem segundo a qual Kim teria inspecionado o canteiro de obras para a construção de uma nova cidade.

 

Kim teria dito que os norte-coreanos se tornaram mais fortes e aprenderam como vencer, apesar de enfrentarem uma batalha difícil devido às persistentes sanções impostas por forças hostis. Ele apelou à população a reconstruir a economia do país com suas próprias forças.

 

Kim mencionou os EUA pela primeira vez desde a realização de negociações em nível de trabalho entre Washington e Pyongyang. Os dois países trataram, neste mês, da desnuclearização da Coreia do Norte. Após as negociações, a Coreia do Norte criticou os EUA por manterem postura convencional.


*Emissora pública de televisão do Japão