China reduz tarifas de importação de 1.585 itens

Fonte: Agência Brasil, publicado em 01 de Outubro de 2018


Por Agência Brasil* | Brasília

 

O governo da China reduzirá tarifas de importação para 1.585 itens sujeitos a impostos a partir de 1º de novembro na busca por modernizar o parque industrial, o corte custos corporativos e atender à demanda nacional.

 

A decisão foi tomada em uma reunião executiva do Conselho de Estado comanda pelo primeiro-ministro, Li Keqiang.

 

A nova política seguirá uma série de cortes tarifários este ano, que economizarão 60 bilhões de yuans (US$ 8,7 bilhões) para as empresas e consumidores, segundo um comunicado divulgado depois do encontro.

 

Com a nova medida, a taxa tarifária geral do país cairá para 7,5% ante os 9,8% em 2017.

 

As taxas médias para os equipamentos mecânicos e elétricos, como máquinas de construção, que têm grande demanda, serão rebaixadas de 12,2% para 8,8%.

 

Para os têxteis e materiais de construção, a taxa média cairá de 11,5% para 8,4%, enquanto para os produtos de recursos e itens primários, de 6,6% a 5,4%.

 

Os cortes tarifários envolvem também os setores de  cerâmica, aço e alguns produtos baseados em recursos e, principalmente, produtos processados.

 

*Com informações da Xinhua, agência pública de notícias da China.