Projeção de analistas para inflação oficial em 2011 aumenta pela terceira semana seguida

publicado em 05 de Setembro de 2011


(Clique aqui para ler a matéria na fonte)

Fonte: Agência Brasil

Kelly Oliveira
Repórter da Agência Brasil

Brasília - A previsão de analistas do mercado financeiro para a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), este ano, subiu pela terceira semana seguida, de 6,31% para 6,38%. Para 2012, a estimativa também foi ajustada para cima, de 5,20% para 5,32%. As informações constam do boletim Focus, publicação semanal do Banco Central (BC), elaborada com base na expectativa dos analistas para os principais indicadores da economia.

As projeções para o IPCA em 2011 e no próximo ano estão acima do centro da meta de inflação de 4,5%, mas dentro do limite superior de 6,5%.

A expectativa mediana dos analistas para a taxa básica de juros, a Selic, ao final de 2011 caiu de 12,50% para 12,38% ao ano. Para o fim de 2012, a projeção passou de 12,38% para 11,88% ao ano.

No último dia 31, o Copom surpreendeu o mercado financeiro ao reduzir a taxa Selic em 0,50 ponto percentual, para 12% ao ano. A expectativa era que a taxa seria mantida em 12,5% ao ano.

O boletim Focus também traz projeção para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que passou de 5,59% para 5,68%, este ano, e de 4,77% para 5%, em 2012.

A estimativa para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) foi ajustada de 5,45% para 5,47%, este ano, e de 5% para 5,01%. No caso do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), a projeção passou de 5,52% para 5,61%, este ano, e de 5,01% para 5,02%, em 2012.

A estimativa dos analistas para os preços administrados permanece em 5,35% em 2011 e em 4,50%, no próximo ano. Os preços administrados são aqueles cobrados por serviços monitorados, como combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, água, educação, saneamento e transporte urbano coletivo.

Edição: Juliana Andrade


Leia mais:

Alimentos puxam inflação oficial em agosto

BC: em situação de deterioração do cenário internacional, risco de aumento da inflação diminui

Ciclo de aumento da inflação acumulada em 12 meses se encerra neste trimestre, prevê Copom

Copom avalia que aumento do superávit primário diminui riscos para a inflação

Inflação medida pelo IPC-S é a maior desde a terceira semana de maio

Inflação oficial acumulada em 12 meses é a maior desde junho de 2005

Preços de commodities com impacto na inflação brasileira têm queda de 0,16% em agosto

Preços dos vícios e virtudes subiram mais que a inflação dos últimos três anos



Dilma diz que inflação está sob controle e que Brasil tem plenas condições de enfrentar crise

{jcomments on}