Representantes da Unasul discutem medidas conjuntas de combate à crise global

publicado em 11 de Agosto de 2011


(Clique aqui para ler a matéria na fonte)

Fonte: Agência Brasil

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília - Representantes de instituições públicas dos 12 países que compõem a União de Nações Sul-Americanas (Unasul) estão em Buenos Aires, na Argentina, para discutir a definição de medidas conjuntas na tentativa de proteger a região da crise financeira global. A ideia é implementar o plano denominado de Força-Tarefa de Integração Financeira (Gtif) nos membros do bloco.

As resoluções devem ser votadas e aprovadas no final do dia hoje (11) pelo Conselho Econômico da América do Sul – que é formado por ministros da Fazenda e os presidentes dos bancos centrais. Desde ontem (10), os técnicos discutem os termos para a elaboração do documento conjunto.

"[O objetivo é] responder à crise como um grupo sub-regional, fiscalmente responsável, e que tem muito a mostrar ao mundo com as lições aprendidas em crises passadas", disse a secretária-geral da Unasul, Maria Emma Mejía.

Inicialmente, o esboço do documento indica que os três primeiros capítulos devem se destinar à construção de uma arquitetura financeira regional sólida capaz de se manter protegida à volatilidade dos mercados internacionais. Os demais capítulos deverão tratar de medidas financeiras e monetárias para orientar os bancos centrais sobre as suas reservas.

Também devem ser incluídas medidas de prevenção, como recomendações para o controle de capital e a busca por um sistema de câmbio flexível. Como estímulo ao comércio regional, serão sugeridas propostas para identificar os setores produtivos que podem se complementar nos diferentes países.

*Com informações da agência pública de notícias do Equador, a Andes.

Edição: Talita Cavalcante

{jcomments on}