Fluxo cambial inicia o mês negativo, depois de resultado positivo em novembro

Fonte: Agência Brasil, publicado em 12 de Dezembro de 2012


Kelly Oliveira
Repórter da Agência Brasil

 

Brasília – Depois de fechar novembro com saldo positivo de US$ 4,876 bilhões, o fluxo cambial ficou negativo nos cinco primeiros dias úteis deste mês. As saídas de dólares superaram as entradas em US$ 1,350 bilhão. Os dados foram divulgados hoje (12) pelo Banco Central (BC).

 

O resultado negativo veio tanto do fluxo financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações), com US$ 107 milhões, quanto do comercial (operações relacionadas a exportações e importações), com US$ 1,244 bilhão.

 

De janeiro a 7 de dezembro, o fluxo cambial ficou positivo em US$ 22,158 bilhões, com US$ 10,752 bilhões do segmento financeiro e US$ 11,406 bilhões do comercial.

 

Ontem (11), o presidente do BC, Alexandre Tombini, disse que o regime de câmbio flutuante, em que a taxa é definida pelo mercado, não deve ser visto como um incentivo para apostas que intensifiquem suas oscilações. “Como temos afirmado, nosso regime de câmbio flutuante não deve ser visto como um incentivo para apostas que exacerbam a sua volatilidade”, disse. No dia 22 de novembro, Tombini disse, em audiência pública na Câmara, entretanto, que o BC, se necessário, tomará medidas de precaução para fazer com que o mercado funcione “dentro da normalidade”.

 

No último dia 5, o Ministério da Fazenda anunciou medida que isenta de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) a captação de recursos externas por prazos longos. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, descartou que a medida tenha relação com a elevação do dólar. No dia anterior, o BC havia anunciado medida que facilita a entrada de dólares no país e pode ter impacto no câmbio, aliviando a pressão de alta da moeda americana.


Edição: Juliana Andrade