Saldo da balança comercial em outubro é o menor em três anos, diz MDIC

Fonte: Agência Brasil, publicado em 01 de Novembro de 2012


Luciene Cruz
Repórter da Agência Brasil

 

Brasília – A balança comercial brasileira registrou saldo positivo de US$ 1,662 bilhões em outubro. O valor é o menor registrado nos últimos três anos com relação ao mesmo mês de outubro. Segundo dados divulgados há pouco pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o resultado é fruto de exportações no valor de US$ 21,766 bilhões e de importações equivalentes a US$ 20,104 bilhões.

 

Em outubro de 2009, o saldo da balança comercial foi R$ 1,315 bilhões, alcançando R$ 1,826 bilhões em 2010. Mesmo com o valor superavitário, o resultado deste ano é 29,5% inferior ao registrado em outubro de 2011, quando a balança apresentou saldo de US$ 2,359 bilhões.

 

No acumulado de dez meses, a média diária dos embarques externos ficou em US$ 1,015 bilhão. Houve queda de 5,5% na comparação com o mesmo período de 2011.

 

A retração nas exportações é atribuída ao decréscimo nas vendas externas de básicos (-23,1%). Houve quedas, principalmente, em petróleo em bruto, café em grão, minério de ferro, soja em grão, algodão em bruto e carne de frango. Por outro lado, houve aumento nos embarques externos de semimanufaturados (+4,5%) e manufaturados (+0,9%).

 

De acordo com o MDIC, no caso das importações, a média registrada por dia útil é US$ 893,4 milhões, no acumulado do ano. O valor é 1,9% menor que o da média registrada na mesma base de comparação do ano passado. Houve queda principalmente nos gastos com combustíveis e lubrificantes (-43,7%), bens de consumo (-3%), além de matérias-primas e intermediários (-0,5%). Compras de bens de capital registraram aumento de 6,2%.

 

No ano, as exportações totalizaram US$ 202,362 bilhões, com redução de 5,5% na comparação com o mesmo período de 2011, contra importações de US$ 184,976 bilhões, ou 1,9% a menos do que no ano passado. O saldo tem superávit de US$ 17,386 bilhões. Houve queda de 31,6% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o saldo comercial somou US$ 25,422.

 

Segundo a secretária de Comércio Exterior do MDIC, Tatiana Prazeres, a queda nas exportações, principalmente nos produtos básicos, é reflexo da crise internacional que tem afetado o comércio exterior brasileiro. “A queda expressiva se deve ao ciclo da crise que se prolonga e ainda se faz sentir no nosso comércio exterior. Afeta, sobretudo, por meio da queda de preços em produtos nos quais o Brasil é bastante competitivo”, explicou.

 

Em relação à meta de exportações, o MDIC mantém a decisão de não fazer uma previsão para o ano. No início de 2012, o objetivo era superar o resultado do ano passado, que ficou em US$ 256 bilhões. No entanto, a manutenção da instabilidade financeira internacional fez com que o governo não “trabalhasse mais com um número para 2012”, informou a secretária de Comércio Exterior. “Estamos trabalhando com manutenção de número próximo ao de 2011”, acrescentou.


Edição: Davi Oliveira