Número de empregos formais cresce no Piauí

Fonte: InvestNE, publicado em 18 de Outubro de 2012


Em nove meses crescimento chega a 4,56%

 

O Piauí mantém o crescimento na área de geração de empregos com carteira assinada. Em setembro deste ano, o crescimento foi de 0,08%, mas nos nove primeiros meses do ano ele chega a 4,56% e no período de doze meses a 4,42%.

 

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, no mês de setembro, o Piauí gerou 8.314 empregos, mas registrou 8,1 mil demissões, com um saldo positivo de 214 novos postos de trabalho.

 

O setor de construção civil, que sempre puxa os números, este mês registrou queda de -0,51%. Foram contratados 2.602 trabalhadores, mas o número de demissões foi maior, 2.772. Foram 170 demissões a mais do que as contratações. O setor de agropecuária também apresentou desempenho negativo de -0,97%.

 

Os setores de serviços e comércio, outros dois grandes empregadores no Estado, cresceram 0,33% e 0,15%, respectivamente. Outros setores que apresentaram desempenho positivo no mês de setembro foram extrativa mineral e indústria de transformação

 

Nos primeiros nove meses do ano, o setor que mais cresceu foi o de agropecuária, com 13,42%, seguido de extrativa mineral, com 12,73%, e construção civil, com 10,42%.


Do Governo do Estado