Brasil criou mais de 150 mil postos de trabalhos em setembro

Fonte: InvestNE, publicado em 18 de Outubro de 2012


No acumulado do ano, foram criados 1.574.216 empregos com carteira assinada

 

Segundo números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram gerados 150.334 postos de trabalho com carteira em setembro deste ano. O crescimento no estoque de empregos formais do País foi de 0,39%, comparado com o mês anterior. De acordo com o MTE, o resultado mantém a trajetória de expansão do emprego observada nos últimos anos. No acumulado do ano, ocorreu expansão de 4,15% no nível de emprego, equivalente ao acréscimo de 1.574.216 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, o aumento foi de 1.402.212 postos de trabalho, representando a elevação de 3,68%.

 

Em quase todos os setores houve expansão do nível de emprego no mês. Em termos absolutos, o destaque foi para a Indústria de Transformação (+66.191 postos ou +0,80%), a maior taxa de crescimento dentre os setores de atividade econômica, resultado muito próximo do verificado em setembro de 2011 (+66.269 postos ou +0,80%). A seguir veio o setor de serviços (+55.221 postos ou +0,35%); o Comércio (+35.919 postos ou +0,42%) e a Construção Civil (+10.175 postos ou +0,33%). A Agricultura, por motivos sazonais, foi o único setor que registrou queda no emprego (-19.014 postos ou -1,13%), indicando, porém, uma redução na queda, comparativamente ao resultado de 2011 (-20.874 postos ou -1,21%).

 

No conjunto das nove áreas metropolitanas foram gerados 60.425 postos de trabalho - um crescimento de 0,38%. Em termos geográficos verificou-se expansão do emprego nas cinco grandes regiões, cabendo a liderança ao Nordeste (+71.246 postos), seguido do Sudeste (+43.749 postos), Sul (+24.731 postos), Centro-Oeste (+5.414 postos) e Norte (+5.194 postos).


Caged - O Caged é um registro administrativo sobre movimentação do emprego formal (celetista). De acordo com a Lei, todos os estabelecimentos que apresentarem movimentação de trabalhadores no mês devem enviar ao órgão suas informações sobre admissões e desligamentos. Veja a pesquisa completa em www.mte.gov.br.