Ceará e Piauí têm maior crescimento do índice que mede qualidade da educação

Fonte: Agência Brasil, publicado em 14 de Agosto de 2012


Amanda Cieglinski
Repórter da Agência Brasil

 

Brasília – Todos os estados brasileiros cumpriram a meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) para os anos iniciais do ensino fundamental em 2011. O indicador avalia a qualidade do ensino do país a partir das taxas de aprovação e do desempenho de escolas, municípios e estados na Prova Brasil. Os dados da última edição do Ideb foram divulgados hoje (14) pelo Ministério da Educação (MEC).

 

Desde a criação do indicador, em 2005, foram estabelecidas metas que devem ser atingidas a cada dois anos por escolas, prefeituras e governos estaduais. Em 2011, dois estados do Nordeste se destacaram: Ceará e Piauí conseguiram superar em quase 1 ponto o resultado esperado.
 

Em 2011, a média nacional do Ideb foi 5 pontos, acima da meta estabelecida para o período. Os campeões são Minas Gerais e Santa Catarina, com 5,9 e 5,8, respectivamente. Apenas as notas do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul são exatamente a média esperada.

 

O indicador atribui uma nota diferente para três etapas da educação básica: anos iniciais do ensino fundamental (1° ao 5º ano), anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano) e ensino médio. Se no primeiro ciclo do ensino fundamental o resultado dos estados foi satisfatório, nos anos finais sete unidades da Federação não atingiram as metas: Rondônia, Roraima, Pará, Amapá, Sergipe, Espírito Santo e Rio Grande do Sul. Mato Grosso, por outro lado, destaca-se por ter ultrapassado a meta em mais de 1 ponto.

 

Confira as notas dos estados no Ideb 2011 (anos iniciais do ensino fundamental):

 

Rondônia:

Ideb 2009: 4,3 pontos
Ideb 2011: 4,7 pontos
Meta 2011: 4,5 pontos

 

Acre:

Ideb 2009: 4,3 pontos
Ideb 2011: 4,6 pontos
Meta 2011: 4,3 pontos

 

Amazonas

Ideb 2009: 3,9 pontos
Ideb 2011: 4,3 pontos
Meta 2011: 3,9 pontos

 

Roraima

Ideb 2009: 4,3 pontos
Ideb 2011: 4,7 pontos
Meta 2011: 4,5 pontos

 

Pará

Ideb 2009: 3,6 pontos
Ideb 2011: 4,2 pontos
Meta 2011: 3,5 pontos

 

Amapá

Ideb 2009: 3,8 pontos
Ideb 2011: 4,1 pontos
Meta 2011: 4,0 pontos

 

Tocantins

Ideb 2009: 4,5 pontos
Ideb 2011: 4,9 pontos
Meta 2011: 4,3 pontos

 

Maranhão

Ideb 2009: 3,9 pontos
Ideb 2011: 4,1 pontos
Meta 2011: 3,7 pontos

 

Piauí

Ideb 2009: 4,0 pontos
Ideb 2011: 4,4 pontos
Meta 2011: 3,6 pontos

 

Ceará

Ideb 2009: 4,4 pontos
Ideb 2011: 4,9 pontos
Meta 2011: 4,0 pontos

 

Rio Grande do Norte

Ideb 2009: 3,9 pontos
Ideb 2011: 4,1 pontos
Meta 2011: 3,5 pontos

 

Paraíba

Ideb 2009: 3,9 pontos
Ideb 2011: 4,3 pontos
Meta 2011: 3,8 pontos

 

Pernambuco

Ideb 2009: 4,1 pontos
Ideb 2011: 4,3 pontos
Meta 2011: 4,0 pontos

 

Alagoas

Ideb 2009: 3,7 pontos
Ideb 2011: 3,8 pontos
Meta 2011: 3,3 pontos

 

Sergipe

Ideb 2009: 3,8 pontos
Ideb 2011: 4,1 pontos
Meta 2011: 3,8 pontos

 

Bahia

Ideb 2009: 3,8 pontos
Ideb 2011: 4,2 pontos
Meta 2011: 3,5 pontos

 

Minas Gerais

Ideb 2009: 5,6 pontos
Ideb 2011: 5,9 pontos
Meta 2011: 5,5 pontos

 

Espírito Santo

Ideb 2009: 5,1 pontos
Ideb 2011: 5,2 pontos
Meta 2011: 5,0 pontos

 

Rio de Janeiro

Ideb 2009: 4,7 pontos
Ideb 2011: 5,1 pontos
Meta 2011: 5,1 pontos

 

São Paulo

Ideb 2009: 5,5 pontos
Ideb 2011: 5,6 pontos
Meta 2011: 5,5 pontos

 

Paraná

Ideb 2009: 5,4 pontos
Ideb 2011: 5,6 pontos
Meta 2011: 5,4 pontos

 

Santa Catarina

Ideb 2009: 5,2 pontos
Ideb 2011: 5,8 pontos
Meta 2011: 5,2 pontos

 

Rio Grande do Sul

Ideb 2009: 4,9 pontos
Ideb 2011: 5,1 pontos
Meta 2011: 5,1 pontos

 

Mato Grosso do Sul

Ideb 2009: 4,6 pontos
Ideb 2011: 5,1 pontos
Meta 2011: 4,4 pontos

 

Mato Grosso

Ideb 2009: 4,9 pontos
Ideb 2011: 5,1 pontos
Meta 2011: 4,4 pontos

 

Goiás

Ideb 2009: 4,9 pontos
Ideb 2011: 5,3 pontos
Meta 2011: 4,9 pontos

 

Distrito Federal

Ideb 2009: 5,6 pontos
Ideb 2011: 5,7 pontos
Meta 2011: 5,6 pontos


Edição: Carolina Pimentel e Juliana Andrade