Nível de utilização de recursos de terceiros para aumentar as possibilidades de lucro de uma empresa ou investidor aumentando, conseqüentemente, o grau de risco da operação. Possibilidade de controle de um lote de ações com o emprego de uma fração de seu valor (nos mercados de opções, termo e futuro), enquanto o aplicador se beneficia da valorização desses papéis, que pode implicar significativa elevação de sua taxa de retorno (ou redução, caso o preço do ativo se comporte adversamente).



Desfalque, apropriação indébita de dinheiro e/ou outros valores de terceiros.



Trata-se de um coeficiente que avalia qual será o retorno líquido de um investimento, considerando o risco dele.



Repartição pública encarregada de cobrar as tarifas de entrada e saída das mercadorias do país. Também conhecida como aduana.



Associação Latinoamericana de Instituições Financeiras de Desenvolvimento com sede em Lima, Peru.



Venda, por investidor não residente a residente no País, de participação societária (ações ou quotas) detidas em empresa receptora brasileira.



Transferência de domínio de bens a terceiros.



Percentual que serve de base aos cálculos de tributos.



1 Relação percentual entre o valor do imposto e o valor tributado; 2 - soma em dinheiro a ser paga por uma unidade de imposto; 3 - elemento constituinte do imposto; 4 - percentual a ser aplicado sobre um determinado valor líquido tributável (base de cálculo), dando como resultado o valor do imposto a ser pago.



Cláusula de seguro que abrange a cobertura de todos os riscos a que pode estar sujeita uma mercadoria embarcada.



Abatimento. Crédito concedido em lugar de reembolso em dinheiro à parte insatisfeita. Usado no sentido de tolerância, e às vezes, de desconto, sobretudo nos créditos documentários.



Liga de um material metálico, homogéneo à escala macroscópica, consistindo de dois ou mais elementos combinados de modo que não podem ser facilmente separados por meios mecânicos. Ligas são consideradas misturas para fins de classificação sob o GHS.



Diz respeito às decisões quanto à utilização dos recursos (ou seja, “para onde vão”), especialmente na aquisição e combinação dos diversos insumos necessários à prestação de serviços. É o processo pelo qual recursos são distribuídos entre usos alternativos, que podem ser finais (programas ou atividades-fim) ou intermediários (os diversos insumos necessários à produção do serviço final).



Destinar recursos a um fim específico ou a uma entidade.



É a operação pela qual uma ou mais sociedades são absorvidas por outras que lhes sucedem em todos os direitos e obrigações.



Termo genérico que abrange diferentes formas de combinação de empresas, em que uma ou mais das empresas deixa de existir.



Indemmity Corporation



Correção. Aditivo de alteração em Carta de Crédito.



É um certificado, emitido por bancos norte-americanos, que representa ações de uma empresa fora dos Estados Unidos. Empresas do mundo inteiro têm suas ações negociadas na Bolsa de Valores de Nova Iorque através deste instrumento. A empresa ganha visibilidade no mercado internacional e pode ter maior facilidade em captar recursos no exterior, através de empréstimo ou mesmo emissão de novas ações.



Papel emitido e negociado nos Estados Unidos da América (USA), representativo de AÇÕES ou outros valores mobiliários que representem direitos e AÇÕES emitidos por instituição denominada "depositária".